Ahoy! já está novamente disponível para Google Chrome

Depois de termos comunicado no passado dia seis que o Ahoy! foi removido do Google Chrome, podemos finalmente anunciar que estamos de volta. Já é possível descarregar e instalar o Ahoy! directamente da loja da Google, sem qualquer necessidade de passos intermédios.  Após várias notícias terem saído em orgãos como o Tugaleaks, Torrentfreak e Shifter, fomos finalmente contactados pela Google, que nos explicou a situação e ajudou-nos a resolver o problema o mais rápido possível. Felizmente, tudo não passou de uma falha de comunicação da gigante americana com a nossa equipa.

Apesar de termos os nossos dados de contacto actualizados, tanto no painel de programadores do Google Chrome, como no site da Revolução dos Bytes, a Google enviou-nos comunicações para um email associado a um Google Group, que é utilizado única e exclusivamente para a gestão do plugin, e que não recebe emails. Apesar das nossas tentativas de comunicar com a Google, apenas após a divulgação da situação por vários grupos de comunicação é que fomos contactados pelos canais oficiais e soubemos, finalmente, o motivo da remoção do Ahoy! da loja do Chrome: a falta de uma política de privacidade.

De acordo com a Google, foi feito um contacto sete dias antes da remoção, do qual não obtiveram resposta. O que é perfeitamente normal, visto que enviaram para um endereço que não aceita emails, em vez de enviarem para o correio electrónico definido como forma de contacto, no próprio painel desta empresa.

Após sermos contactados, a Google prontificou-se a resolver a situação assim que fosse colocada uma política de privacidade do Ahoy!, e confirmou-nos que iria rever o seu método de contacto com os programadores das extensões disponíveis na loja do Chrome.

Cinco minutos depois da publicação da política de privacidade, o Ahoy! foi novamente reactivado e está pronto para continuar a ajudar a desbloquear a internet dos Portugueses.

A todos os envolvidos na resolução desta situação, o nosso muito obrigado. Obrigado, também, a todos os fieis utilizadores do Ahoy! e as nossas desculpas por esta interrupção. Voltamos, e prometemos que é em força!

Leia Mais

COMUNICADO – Remoção do Ahoy! da loja do Chrome

No passado dia 31 de Julho, a extensão do Ahoy! para o Google Chrome foi removida, sem qualquer explicação, do mercado de aplicações da Google. Esta situação, da qual somos completamente alheios, está a impossibilitar a instalação na nossa extensão pelos utilizadores deste browser, uma situação altamente inconveniente que coloca em causa o funcionamento e a viabilidade deste projecto, visto que cerca de 98% dos nossos utilizadores vêm do Chrome.

A Google disponibiliza uma loja de extensões para o seu browser, sendo o único local onde é possível instalar directamente extensões para o Chrome, tendo portanto o total monopólio de quais extensões é que podem correr no browser. Se por um lado também protege o utilizador final de possíveis extensões maliciosas, também possibilita a censura de outras, como o Ahoy!, que lutam por uma internet verdadeiramente livre, neutra, e sem qualquer censura.

Mas pior ainda, esta remoção da loja oficial do Chrome foi feita sem qualquer notificação da parte da Google e sem qualquer possibilidade de corrigir algum eventual problema. Se infringimos alguma dos termos da loja nunca nos foi informado qual, quando, e/ou porquê.

Da mesma forma que a Google nunca nos contactou, também não temos qualquer hipótese de contactar a Google relativamente a esta situação. Não existe nenhum correio electrónico para apoio a programadores, não existe nenhum formulário de contacto, nem nada semelhante. Existe sim um grupo público de discussão na internet, que nem sequer deveria ser utilizado nestas situações, onde já expusemos a nossa situação, sem qualquer resposta até ao momento.

O código-fonte do Ahoy! é totalmente aberto e pode ser consultado por qualquer pessoa no nosso Github, pelo que podemos garantir que não existe nenhuma parte do nosso código que seja malicioso ou que tenha um propósito diferente do desbloqueio de sites em Portugal.

O Ahoy! é utilizado por cerca de 185.000 pessoas, e já ajudou a desbloquear milhões de páginas ao longo dos últimos 3 anos. Adicionalmente, graças ao Ahoy!, já foram detectados e desbloqueados 1750 sites.

Esta situação não só afecta os utilizadores do Google Chrome que pretendem ter acesso a uma internet livre, como inviabiliza o nosso sistema de detecção de sites bloqueados, que é dependente da utilização desta extensão. Sem o Ahoy! não seria possível detectar sites que foram erradamente bloqueados, como já aconteceu.

Por este motivo anunciamos, também, a disponibilização de uma nova página para possibilitar a instalação manual do Ahoy!. O Ahoy! para o Chrome pode ser agora, e até a situação ser resolvida, descarregado directamente de download.ahoy.pro. Visto que é uma instalação fora da loja do Google, existem alguns passos adicionais que têm que ser executados para concluir a instalação.

Descarregue já o Ahoy! para o Google Chrome aqui!

Assim que existirem mais novidades, voltaremos a actualizar-vos!

O nosso muito obrigado por todo o vosso apoio e preferência,
Equipa Revolução dos Bytes/Ahoy!

Leia Mais

Ahoy! para Firefox já está disponível!

Captura de ecrã 2016-03-09, às 14.42.26

É oficial! Já está disponivel a primeira versão do Ahoy! para o Mozilla Firefox. Depois de um longo período de testes internos, temos o prazer de finalmente lançar a primeira versão do Ahoy! para o browser da Mozilla.

Para quem utiliza a extensão no Google Chrome, o funcionamento é idêntico. Basta activar o add-on e imediatamente terá acesso a todos os sites bloqueados em território nacional.

O Ahoy! Firefox ainda é uma versão experimental, pelo que é possível encontrar erros. Se encontrar algum erro com o add-on poderá reportar pelo nosso formulário de contacto, ou abrir uma ocorrência directamente no Github.

Clique aqui para descarregar a versão do Ahoy! para o Firefox

Leia Mais

IGAC manda bloquear mais 50 sites, número total sobe para 183

A Inspecção Geral das Actividades Culturais (IGAC) enviou aos operadores de telecomunicações uma nova lista de sites a serem bloqueados. Sobe assim para quase duas centenas o número de sites bloqueados em apenas quatro meses.

Depois de os operadores de telecomunicações cumprirem a sua parte do acordo, o número de sites com conteúdos ilegais bloqueados em Portugal vai subir para 183. O valor ‘engorda’ consideravelmente depois da última lista do IGAC contemplar 50 novas páginas online. Curiosamente, este número vem comprovar que o nosso sistema de monitorização activa de sites bloqueados está a funcionar correctamente, onde já temos 189 sites na lista do Ahoy!.

Em comunicado o IGAC informa que os sites agora referenciados disponibilizavam ou distribuíam “obras protegidas ao público sem autorização dos legítimos detentores de direitos, nesses domínios e subdomínios a links e ou hiperligações”. A entidade estatal faz assim valor o Memorando de Entendimento assinado em 2015 entre várias entidades e cujo documento nunca foi divulgado na integra por nenhuma das entidades envolvidas.

Desta vez, o IGAC não divulgou qualquer lista a vangloriar-se dos resultados desta campanha pouco transparente de censura online. O que é pena, visto que nos facilitava bastante o trabalho a identificar quais os sites que precisam de ser desbloqueados.

Os quase duzentos sites bloqueados ou em vias de bloqueio foram identificados no espaço de quatro meses. Para os desbloquear, recomendamos a utilização do Ahoy!, que permite aceder a uma internet livre de censura.

“Estas ações, juntamente com o combate à violação de direito de autor e direitos conexos, em ambiente físico, enquadram-se na estratégia de proteção do direito de autor e dos direitos conexos em ambiente digital e no reforço da sensibilização dos utilizadores para esta matéria”, salienta o IGAC.

No final de 2015 o Movimento Cívico Anti-Pirataria (MAPiNET), uma das entidades que assinou o memorando de entendimento e uma das que mais tem lutado contra a pirataria de conteúdos em Portugal, mostrava-se satisfeita com a aplicação do acordo.

Quanto a nós, estamos a tratar de pedir um esclarecimento oficial à IGAC para entender como é que um organismo público colabora com os interesses de vários organismos e associações privadas que defendem única e exclusivamente os seus direitos e dos seus associado. Uma colaboração que é feita da maneira obscura, escondida do público e das pessoas.

Fonte: SAPO Tek

Leia Mais

TOP Dezembro: TOPPT é o site mais acedido pelos utilizadores do Ahoy!

Quando foi o lançamento do Ahoy!, consideramos que seria interessante ter alguma estatística de quais os sites bloqueados. Foi então introduzida uma funcionalidade que permite registar estatísticas completamente anónimas sobre os sites que estão a ser acedidos. Agora, em Dezembro, temos finalmente a possibilidade e o prazer de anunciar o nosso TOP de Dezembro dos sites mais acedidos pelos utilizadores do Ahoy! de 22 de Novembro a 22 de Dezembro.

TOP de Dezembro

O site Português TOPPT foi o site mais acedido neste período de tempo, logo seguido pelo Filmes Online Gratis. Os sites portugueses dominam, claramente o TOP de Dezembro, no entanto vem logo atrás o KAT.cr, um dos maiores trackers de torrents do mundo. Destaque para a presença do Tuga.io, que apesar de ter fechado no passado dia 16 tem uma forte presença no TOP.

Segue então a lista do TOP 10:

1º lugar – toppt.net – 17.28%
2º lugar – filmesonlinegratis.net – 11.80%
3º lugar – kat.cr – 10.21%
4º lugar – tuga.io – 7.72%
5º lugar – armagedomfilmes.biz – 7.64%
6º lugar – tugaflix.com – 6.16%
7º lugar – thepiratebay.la – 3.24%
8º lugar – lusoshare.com – 2.83%
9º lugar – rarbg.to – 2.68%
10º lugar – extratorrent.cc – 2.14%

No próximo mês iremos ver como é que se mantém a luta, e se, infelizmente, haverá mais novos concorrentes a este TOP.

Leia Mais